quinta-feira, 15 de maio de 2008

Doulas.


Já ouviram falar Doulas?

Sabem o que é?


O que é uma doula?
Uma doula é uma mulher geralmente com experiência de maternidade, que está ao lado da mãe durante o seu parto, ajudando-a a sentir-se segura de modo a que ela consiga mais facilmente dar à luz.

Geralmente, a doula conhece a futura mãe durante a gravidez, estabelecendo-se entre elas uma relação de empatia e confiança, importante para o acompanhamento do parto que acontecerá mais tarde. Ao longo da gravidez, a doula ouve os pais acerca dos seus anseios, expectativas e desejos relativamente ao parto, ajuda a esclarecer dúvidas, orienta na busca de informação de qualidade, e sobretudo transmite confiança e tranquilidade no processo do parto à mulher e ao seu companheiro.
Durante o trabalho de parto, a doula está com a mãe, mantendo uma presença discreta, tranquilizadora e criando uma esfera de protecção à sua volta, assegurando a satisfação das suas necessidades básicas, privacidade, segurança, luz atenuada, redução do uso de linguagem e conforto térmico, favorecendo assim o bom desenrolar do trabalho de parto fisiológico.
No hospital, a doula é um recurso particularmente precioso pois aí o pessoal médico não tem disponibilidade para prestar assistência personalizada, e o pai muitas vezes não se sente verdadeiramente confortável por estar ao lado da mãe, nem sabe como ajudar e pode pôr a mãe mais nervosa. O homem também liberta facilmente adrenalina que é contra-producente à progressão do trabalho de parto da sua mulher. Mas é importante esclarecer que a doula não pretende ser uma substituta do pai. Cada um tem o seu papel. Ela transmite tranquilidade também ao pai, podendo ajudá-lo a prestar um melhor apoio à sua companheira, ou sentir-se à vontade para se afastar e descansar um pouco, por exemplo. A mãe assim pode relaxar, sabendo que não está a colocar essa pressão sobre o pai de a acompanhar em todo o processo. A doula constitui um apoio não só à mãe como ao casal, sendo que o seu objectivo é sempre criar um ambiente harmonioso à volta da mãe, e reduzir a sua ansiedade, pois é isso que facilitará o trabalho de parto. A doula funciona também como uma interface entre a mãe e o pessoal hospitalar, defendendo os seus interesses e desejos quanto ao seu parto.
O apoio da doula continua no pós-parto, através de algumas visitas à mãe, preparando um chá ou uma refeição, ou até auxiliando em pequenas tarefas domésticas que permitam à mãe passar mais e melhor tempo com o seu bebé nos primeiros dias. Noutros países existem as doulas de pós-parto especializadas neste tipo de assistência.
A doula é nos dias de hoje uma profissional da humanização do parto, que vê o parto como um evento normal e pleno de significado na vida das mulheres, e o compreende como um processo fisiológico, que não pode ser desligado das dimensões física, psicológica, sexual, afectiva e espiritual do ser feminino.
Carla Guiomar


Elas tem um site se quiserem dar uma vista de olhos: http://www.doulasdeportugal.org/


Pois é, estou seriamente a pensar em tirar o curso, em ser uma Doula.

É uma das minhas paixões estes assuntos, o meu sonho sempre foi ser Parteira, já que o não consegui concretizar, com este curso acho que o meu Ego e a minha pessoa vão ficar melhores, hihi.


Por isso em principio em Junho rumo a Vila Real para o fazer.

6 comentários:

Xana disse...

Parabéns minha linda.
Boa decisão, só te vai fazer bem ao EGO.
JInhos grandes

Moranguinha disse...

Que bom!
Grande ideia!
Se é algo que gostas e te vês a fazer: FORÇA!!!!
200% de apoio!
Jokinhas

AB disse...

Nunca tinha ouvido falar em semelhante coisa! Mas sabes, depois de ler o teu post fiquei com a ideia de como é importante para nós mulheres ter aguém assim do seu lado, nem que seja só para segurar na mão. E outra coisa, eu não te conheco pessoalmente mas, tu sabes, que sinto por ti um carinho especial,e tenho a certeza que tu serias a pessoa indicada para fazer esse tipo de serviço. Ès meiga, carinhosa e atenciosa o suficiente para dar a calma e tranquilidade que uma mãe precisa nessa hora. E se esse é o teu desejo, força. Vai em frente!

Tété & Xavier disse...

Desconhecia completamente!
Boa escolha e se realmente gostarias de ter sido parteira tens aqui algo semelhante que irá alimentar o teu bem estar ;o)

O nosso dia-a-dia disse...

Devemos sempre seguir os nossos instintos e vontades sempre que achá mos que nos faz sentir bem,Força...
bjs e bfds

Sónia Sousa disse...

Olá, é a primeira vez que por aqui passo, um pouco por acaso (ou talvez não :-)).
Só para te perguntar se sabes de quem é a barriga que está na foto que ilustra este teu post sobre as Doulas ?
Mas eu posso dizer-te... ;-)) É minha!! Do meu filho mais novo :-D
Vais gostar do curso tenho a certeza!